OFICINA DA SOMA



Encontro de fim de semana, onde se busca apresentar as bases teóricas e metodológicas da Soma, além de uma demonstração prática dos exercícios corporais que compõem o trabalho. É o primeiro contato com a terapia para se ter uma visão ampla e sintética do que vem a representar a Somaterapia enquanto processo terapêutico-pedagógico.
Geralmente iniciamos um novo grupo de Soma após essas oficinas com as pessoas interessadas.
A Oficina é aberta a qualquer pessoa que deseja conhecer a Soma, não sendo necessário qualquer conhecimento prévio.

DATA: 20 E 21 de novembro (sáb. e dom.) das 15 às 18h.

LOCAL: Academia Corpo na Linha
Rua Pascoal Carlos Magno, 12 - Santa Teresa (próx. ao Largo dos Guimarães)

CUSTO: R$ 30,00 (para um dia)
R$ 40,00 (para os dois dias)

INF.: 2224-6578
9871-3684
www.somaterapia.com.br

OFICINA ‘SOMA, CRATIVIDADE E SOLIDARIEDADE’

APRESENTAÇÃO

A Soma nasceu de uma pesquisa sobre o desbloqueio da criatividade. A partir de exercícios teatrais, jogos lúdicos e de sensibilização, o escritor e terapeuta Roberto Freire criou uma série de vivências que possibilitam uma rica descoberta sobre o comportamento humano e suas infinitas nuances. Perceber como se reage diante de situações tão diversas como a criatividade, a comunicação, a afetividade, e a relação pesquisada por Wilhelm Reich entre corpo, sentimentos e emoções, dentro de uma visão libertária, permite um resgate daquilo que nos diferencia enquanto seres originais. As exigências do mercado de trabalho, as expectativas familiares e os padrões de comportamento impostos por uma moral rígida levaram a construção de um ser humano distanciado de valores fundamentais à própria condição humana. Muitas vezes, apenas o ter não garante a satisfação de ser.

Para a Soma, esse processo que se forma de fora para dentro, cobrada e controlada pelo social, gera bloqueios, sensações de incompetência e impotência. Fomenta ainda, relações interpessoais empobrecidas por mecanismos de competição, egoísmo e falta de solidariedade. Através de vivências corporais (inclusive com a capoeira angola), baseadas em pesquisas de Wilhelm Reich, a Soma busca a valorização da originalidade, a convivência com as diferenças e a construção de possibilidades novas de sociabilidade. A Oficina da Soma visa sobretudo, levantar as possibilidades do resgate da criatividade, arma fundamental ao cotidiano da vida das pessoas. Entendemos aqui o ato criativo não apenas como ligado às artes, por exemplo. Mas também a busca da autonomia que leve ao aprimoramento humano e sua conseqüente habilidade em lidar com os conflitos.

Num mundo marcado cada vez mais pelo descartável, pela velocidade que invade relacionamentos numa escala quase cibernética, o humano precisa ser reencontrado em seu ecossistema. Tanto quanto preservar o meio ambiente, é também indispensável preservar as relações humanas, o que chamamos aqui de ecologia social. Dessa forma, outra questão fundamental à oficina é a solidariedade, fator que se liga à cumplicidade

METODOLOGIA DA OFICINA

A Oficina acontecerá em forma de módulos. Em cada módulo, iniciaremos com uma breve exposição teórica, apresentando os principais tópicos que dão sustentação ao pensamento psicológico e filosófico de nosso trabalho e a abordagem em questão. Dentro desses módulos temáticos, realizaremos vivências, que serão composta de uma parte teórica e um exercício corporal que tem por característica promover a integração dos participantes e levantar questões como a relação agressividade X violência, comunicação, criação, entre outros. Este trabalho corporal pode ser feito por um público independente da faixa etária, pois é composto de movimentos leves e suaves. Portanto, não é preciso qualquer habilidade específica em termos físicos ou psicológicos. Sua característica socializante é acompanhada também por uma ênfase à importância da troca com o outro.

João da Mata cursou a Faculdade de Medicina em Recife – PE na década de oitenta e a Faculdade de Psicologia recentemente. É somaterapeuta há deze anos, tendo realizado sua formação com Roberto Freire, escritor e criador da Soma. Coordena grupos de terapia (a Soma dura cerca de um ano e meio) nas cidades de São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro, onde reside. Cordena, há cerca de oito anos, o curso de Pedegogia Libertária com convidados como o escritor Marcelo Rubens Paiva, o fotógrafo Walter Firmo, o artista Guto Lacaz, entre outros.

Publicou, junto com Roberto Freire o livro “SOMA – Vol. III – Corpo a Corpo”, atualmente em sua terceira edição. Em 2001 lançou o livro “A Liberdade do Corpo” onde aborda a utilização da capoeira angola como instrumento de transformação pessoal e social.

Participu de vários encontro e congressos com abordagem voltada para a questão do corpo. Dentre eles, destacam-se: Encontro Internacional do Centenário de Wilhelm Reich – SP; Bienal do Corpo – Sesp Pompéia- SP; Bienal de Arte e Cultura da UNE – em Salvador e no Rio de Janeiro; Festival de Inverno de Ouro Preto – MG; Semana de Psicologia nas universidades UFRJ, UERJ, UNIMEP, PUC/RJ, UNESA, etc.

Em vídeo, realizou vários documentários tendo sido premiado no Festival Brasilidades promovido pelo MAM/RJ com o filme ‘O Brasil de Walter Firmo’. Também é fotógrafo, perticipando de exposições individuais e coletivas. Escreve atualmente como colaborador na revista “Libertárias”, periódico ligado ao NU-SOL (Núcleo de Sociabilidade Libertária – PUC – SP), na revista canadense “Adbusters” e na revista “Caros Amigos”.